• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 91 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LUCIALINE DUARTE SILVA VIANA FONTES LITERÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DE SABERES HISTÓRICOS: UMA PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA NO ENSINO DE HISTÓRIA 2017 ANA ELISETE MOTTER UFT
Resumo
Este trabalho é a descrição e análise da aplicação de uma metodologia de produção de conhecimento histórico com uma turma da 3ª série, do Ensino Médio, do Colégio da Polícia Militar – Unidade III, localizado na cidade de Araguaína/TO. Dedicamonos a usar a referida metodologia com a turma em questão, porque, como Lee (2006), acreditamos que um dos mecanismos que podem estimular um genuíno processo de ensino e aprendizagem em história é o de oportunizar, aos discentes, um entendimento do saber-fazer historiográfico. Pois, desta forma, há a possibilidade dos educandos entenderem que a História não é apenas um conhecimento de lembranças de eventos passados, mas, sim, o resultado de um processo cognitivo e social. Como fonte empírica, desse exercício de construção de saberes históricos, feito em sala de aula, lançamos mão da literatura. Afinal, a narrativa literária representa uma dada realidade e, apesar de não ter o compromisso com o factível,como é o caso da narrativa histórica, na tentativa de se fazer crível, se remete a um “como poderia ter sido”. É o verossímil, que nos permite antever traços da época em que os escritos literários foram produzidos e tornam a literatura uma fonte riquíssima para a produção de conhecimento histórico. No trabalho, abordamos às relações entre História e Literatura, destacando as atuais discussões sobre essas duas modalidades de representação da realidade, descrevemos o processo de preparação da turma, para a aplicação do procedimento didático proposto e,seguindo reflexões de estudiosos da chamada Educação Histórica, analisamos as narrativas, produzidas pelos discentes, sobre os traços de historicidade, vislumbrados nas fontes literárias trabalhadas.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Literatura, História
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MAICON ROBERTO POLI DE AGUAIR O ORIENTE MÉDIO ATRAVÉS DE OUTRAS LENTES: UMA NARRATIVA AUDIOVISUAL PARA REFLETIR AS REPRESENTAÇÕES SOBRE A REGIÃO EM SALA DE AULA 2017 LUCIANA ROSSATO UDESC
Resumo
A dissertação discute os estereótipos construídos pelos estudantes dos terceiros anos do ensino médio da E.E.M. Prof.ª Elza H. T. Pacheco acerca da região do Oriente Médio, em especial, da Palestina e de sua população dividida entre os espaços da Faixa de Gaza e da Cisjordânia. A produção desse conhecimento é em grande parte fundamentada nas narrativas construídas pela imprensa – escrita ou televisionada –, pelos programas televisionados, como documentários e séries e, até mesmo pelo cinema, principalmente em obras oriundas dos Estados Unidos, levando-os a uma perspectiva que, predominantemente, cria inúmeros estereótipos acerca da população da região como um todo, uma vez que, também, aquilo que é produzido na própria região, pouco nos chega. No corpo do texto produzido, debatemos a relação da linguagem e da narrativa televisiva e cinematográfica com o ensino de história, estabelecendo uma perspectiva de uso das mesmas na construção de outras narrativas, dentro do cotidiano escolar, prioritariamente na elaboração de uma análise crítica acerca do telejornalismo e dos filmes, vistos aqui como instrumentos de elaboração de uma dicotomia entre a representação de si e do outro, na qual os palestinos, os árabes, os muçulmanos devem ser percebidos em toda a sua diversidade cultural. Por fim, elaboramos através do documentário – e de uma cartilha de orientação para o (a) docente – uma narrativa audiovisual, contrapondo-se a essa perspectiva predominante. A partir do debate acerca do processo educacional desenvolvido na região, trazemos imagens que desconstroem esses estereótipos, propondo novos olhares sobre a região e, que também servem como ponto de partida para outras regiões do mundo, inclusive dentro de nosso próprio país.
Palavras-chave
Oriente Médio – 2. Imprensa – 3. Cinema/Documentário – 4. Ensino de História.
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LICIA GOMES QUINAN AS MEMÓRIAS DOS JOVENS SOBRE A DITADURA CIVIL-MILITAR E A FUNÇÃO SOCIAL DO HISTORIADOR/PROFESSOR 2017 ALESSANDRA CARVALHO UFRJ
Resumo
O presente trabalho trata das memórias que os jovens em idade escolar têm construído sobre a ditadura civil-militar no Brasil (1964-1985) e o papel do historiador/professor de história diante disso. Entendemos a memória como um constructo a partir das demandas do presente e fruto de intensas disputas. Sendo assim, nossa proposta é a de coletar informações a respeito das memórias que alguns alunos de ensino médio apresentam sobre o período em que o Brasil foi governado pelos militares utilizando a metodologia do grupo focal. A partir do discurso dos alunos, a proposta é estabelecer uma análise que permita compreender em que medida essas memórias se associam com a desvalorização do conceito de democracia e o desrespeito aos direitos fundamentais da pessoa humana. Finalmente, interessa-nos compreender o papel do historiador/professor no ensino da ditadura civil-militar, promovendo uma desconstrução de ideias capaz de fomentar um pensamento crítico entre os alunos que, no limite, promova a democracia e os direitos humanos como valores fundamentais ao bem da sociedade.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; memória; ditadura civil militar
Link
dissertação