• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 94 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LUIZ GABRIEL DA SILVA REPRESSÃO E RESISTÊNCIA NA DITADURA CIVIL MILITAR CONSTRUÇÃO DE SITE TEMÁTICO PARA O ENSINO DE HISTORIA LOCAL 2018 NADIA GAIOFATTO GONÇALVES UFPR
Resumo
Nesta dissertação analisamos aspectos relevantes sobre a ditadura civil-militar, sobretudo na cidade de Curitiba, enfatizando locais outrora simbólicos no que tange tanto à repressão quanto à resistência. Para tanto, utilizamos como fontes jornais da época, bem como depoimentos de agentes atuantes no período, gravados por meio do projeto Depoimentos Para a História, realizado pela ONG (Organização Não - Governamental) DH-PAZ (Direito Humanos para a Paz) e disponibilizados na internet. Procuramos mesclar a pesquisa acadêmica com a inserção da História Local e das TIC’s (Tecnologias da Informação e Comunicação) no âmbito escolar, sobretudo na Educação Básica, elaborando o site temático Ditadura em Curitiba, o qual pode ser acessado por estudantes, docentes e demais interessados na temática trabalhada. A dissertação está dividida em três capítulos, sendo que no primeiro discutimos os aspectos inerentes à repressão; já no segundo, dissertamos aspectos inerentes à resistência e, por fim, no terceiro capítulo mostramos o processo de desenvolvimento do site Ditadura em Curitiba.
Palavras-chave
Ensino de História / ProfHistória/ Espaços de memória/ Ditadura em Curitiba/ Site Temático/ História Local
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
IZABELLA GOMES LOPES BERTONI "ARTE DE GUERRILHA" E ENSINO DE HISTÓRIA: ABORDAGEM DIDÁTICA DA RESISTÊNCIA À DITADURA CIVIL-MILITAR NO BRASIL A PARTIR DAS OBRAS DE CILDO MEIRELES 2018 CLOVIS MENDES GRUNER UFPR
Resumo
A presente dissertação de mestrado aborda a utilização de imagens artísticas como fontes para o ensino de História. Parto da ideia de que os docentes da disciplina de História usam bastante as imagens como recurso didático, porém, diversas vezes, essas imagens limitam-se a espelhar a sociedade, sem discuti-la e colocá-la de fato em debate. Diferentemente disso, nesta pesquisa, busquei trabalhar com imagens artísticas enquanto componentes e construtoras da cultura. Escolhi, como recorte temporal, o período da ditadura civil-militar no Brasil (1964-1985), com destaque para os chamados “anos de chumbo”, durante a vigência do AI-5 (1968-1978). A temática que direcionou tal recorte foi a resistência à ditadura por meio da produção artística visual de uma vanguarda nacional que veio a ser conhecida como “arte de guerrilha”. Os objetos específicos de análise foram quatro obras produzidas pelo artista plástico Cildo Meireles: Inserções em Circuitos Ideológicos: Projeto Coca-Cola (1970); Tiradentes: Totem-Monumento ao Preso Político (1970), Inserções em Circuitos Ideológicos: Projeto Cédula (1975-2013). Ademais, toda a elaboração deste trabalho foi pensada para culminar em uma abordagem didática do conteúdo programático acerca da ditadura civil-militar no Brasil, em sala de aula, com estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. A fim de alcançar esse objetivo, propus-me, em primeiro lugar, realizar uma atividade com as turmas de 9º ano, nas quais eu lecionei esse conteúdo à luz dos resultados das pesquisas obtidas nesta dissertação. Em segundo lugar, propôs-se facultar aos alunos e alunas a produção de uma imagem que evidenciasse alguma questão do presente que gostariam de destacar. Os resultados obtidos com essa atividade demonstraram a importância do uso de imagens como fontes para o ensino de História e de propostas diversificadas na construção significativa de conhecimentos pelos/as estudantes.
Palavras-chave
ProfHistória/ Ensino de história/ Cultura visual/ mídias e linguagens/ Processos históricos recentes/Arte de guerrilha
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LUCIALINE DUARTE SILVA VIANA FONTES LITERÁRIAS E A CONSTRUÇÃO DE SABERES HISTÓRICOS: UMA PROPOSTA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA NO ENSINO DE HISTÓRIA 2017 ANA ELISETE MOTTER UFT
Resumo
Este trabalho é a descrição e análise da aplicação de uma metodologia de produção de conhecimento histórico com uma turma da 3ª série, do Ensino Médio, do Colégio da Polícia Militar – Unidade III, localizado na cidade de Araguaína/TO. Dedicamonos a usar a referida metodologia com a turma em questão, porque, como Lee (2006), acreditamos que um dos mecanismos que podem estimular um genuíno processo de ensino e aprendizagem em história é o de oportunizar, aos discentes, um entendimento do saber-fazer historiográfico. Pois, desta forma, há a possibilidade dos educandos entenderem que a História não é apenas um conhecimento de lembranças de eventos passados, mas, sim, o resultado de um processo cognitivo e social. Como fonte empírica, desse exercício de construção de saberes históricos, feito em sala de aula, lançamos mão da literatura. Afinal, a narrativa literária representa uma dada realidade e, apesar de não ter o compromisso com o factível,como é o caso da narrativa histórica, na tentativa de se fazer crível, se remete a um “como poderia ter sido”. É o verossímil, que nos permite antever traços da época em que os escritos literários foram produzidos e tornam a literatura uma fonte riquíssima para a produção de conhecimento histórico. No trabalho, abordamos às relações entre História e Literatura, destacando as atuais discussões sobre essas duas modalidades de representação da realidade, descrevemos o processo de preparação da turma, para a aplicação do procedimento didático proposto e,seguindo reflexões de estudiosos da chamada Educação Histórica, analisamos as narrativas, produzidas pelos discentes, sobre os traços de historicidade, vislumbrados nas fontes literárias trabalhadas.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Literatura, História
Link
dissertação