• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 262 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LIZ ARAÚJO MARTINS GARCIA PRÁTICAS DA LEITURA E USOS DO LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA NA CULTURA DA EMEF JARDIM GUARANI 2019 MARIA RITA DE ALMEIDA TOLEDO UNIFESP
Resumo
Essa dissertação é resultado da investigação das práticas da leitura dos Livros Didáticos de história na escola da prefeitura de São Paulo na qual atuo, Emef Jardim Guarani – Prof.º José Alfredo Apolinário. Tal investigação tinha como objetivo observar que tipos de apropriações e usos os alunos dessa escola fazem do livro didático. Essa pesquisa partiu de alguns pressupostos: 1. A Forma Escolar que pressupõe, entre outros aspectos, princípios da cultura escriturária, isto é, capacitação para leitura e escrita. 2. A Cultura Escolar, mesmo com as ressalvas da especificidade de cada espaço escolar, consolidou o Livro Didático como principal material didático da escola. Essa consolidação não é um movimento unilateral, está articulada com as prescrições estatais que regularizam e garantem os livros às escolas. 3. A disciplina de história e seu exercício próprio de desnaturalizar estruturas, projetos, organizações sociais etc. provoca, de maneira difusa, uma disputa de discursos cujo campo de batalha muitas vezes é o livro didático. 4. A produção do livro didático propõe ao aluno um ritmo de leitura específico e oferece determinada cronologia que está associada ao currículo. Sobre esses protocolos de leitura do livro didático incide a mediação dos professores que usam o livro como suporte de textos e imagens para aulas. A relação dos alunos com essas duas mediações é mais autônoma do que geralmente pressupõem os vários setores da sociedade que querem discutir o livro didático. As fontes analisadas foram construídas a partir de relatórios de observação das práticas de alunos e professores quanto a leitura e uso do livro didático, aplicação de questionários aos alunos, entrevistas com professora de história e com alunos. Apesar do uso de entrevistas não se trata de um trabalho de história oral pois a metodologia empregada não se apropriou desse caminho investigativo. As entrevistas e questionários foram utilizadas como contraponto aos questionamentos e problemáticas que surgiram durante a observação.
Palavras-chave
Práticas de leitura; Livro didático; Ensino de História; ProfHistória.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LUCAS ARAÚJO RAMALHO JOGOS DIGITAIS COMO MATERIAL DIDÁTICO NO ENSINO DE HISTÓRIA: ANÁLISE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA. 2019 ANTONIO SIMPLICIO DE ALMEIDA NETO UNIFESP
Resumo
Essa dissertação de mestrado tem como tema realizar uma reflexão sobre a utilização de jogos digitais como materiais didáticos para o ensino de história através da análise da produção acadêmica que trata desse assunto (artigos, dissertações, trabalhos de conclusão de curso, publicações em revistas, teses de doutorado, entre outros). O objetivo principal dessa pesquisa é compreender como os jogos e que tipos de jogos têm sido utilizados em sala de 8 aula, além de realizar uma reflexão sobre a relação entre esses sua inserção no cotidiano escolar e currículo, compreendendo-o através das teorias críticas e pós-críticas. Nessa pesquisa discute-se os jogos digitais entendidos como material didático e suas possíveis aplicações no ensino de história, além de concepções ideológicas e narrativas históricas que os jogos digitais podem produzir. Por fim, essa dissertação ainda a apresenta a proposta de um “produto” – um website que compartilhará com os interessados nesses assuntos os resultados advindos dessa pesquisa.
Palavras-chave
Ensino de História; Saberes e Práticas no Espaço Escolar; Aprendizagem Histórica; Jogos Digitais; Currículo; Materiais Didáticos; ProfHistória
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MARINA OLIVEIRA DE ALMEIDA GÊNERO, CURRÍCULO E CULTURA ESCOLAR EM UMA ESCOLA NA PERIFERIA DA ZONA LESTE DA CIDADE DE SÃO PAULO 2019 ALEXANDRE PIANELLI GODOY UNIFESP
Resumo
As relações de gênero se constituem como relações de poder que perpassam diversas esferas da sociedade, incluindo a educação e o ensino de história. Essa dissertação pretende analisar como essas relações estão estabelecidas em propostas curriculares de história no período pós redemocratização no Brasil. Investigamos também como essas estão marcadas em uma escola estadual localizada na periferia da zona leste de São Paulo, através de um estudo etnográfico de sua cultura escolar, para compreender teoria e prática. Por fim, apresentamos uma proposta didática que lida com a ideia de diversidade, surgida a partir do contexto desta escola.
Palavras-chave
Gênero; Ensino de História; Cultura Escolar; Currículo; ProfHistória.
Link
Dissertação