• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
VITALY COSTA E SILVA O APRENDIZADO DA LINGUAGEM CINEMATOGRÁFICA COMO SUPORTE PARA A PROMOÇÃO DA CONSCIÊNCIA CRÍTICA NAS AULAS DE HISTÓRIA 2020 ALESSANDRA CARVALHO UFRJ
Resumo
Esta dissertação tem por tema o aprendizado da linguagem cinematográfica como elemento que pode potencializar a utilização do cinema nas aulas de História. Inicialmente, foram feitos levantamento e análise da produção editorial a partir dos anos 1990 cujo tema é o uso do cinema em sala de aula (ou na aula de História, especificamente). A análise desta bibliografia foi balizada por autores que têm buscado promover ideias e propostas de ensino/aprendizagem que levem à reflexão e à autonomia dos discentes, como Paulo Freire e Ana Maria Monteiro. Num segundo momento, optou-se pela análise de filmes cuja temática é o contexto da ditadura civil-militar brasileira. Esta análise balizou-se sobretudo na tradição inaugurada por Marc Ferro acerca do filme como documento histórico, nas ideias de Jörn Rüsen relativas à construção do passado como narrativa e no método iconológico proposto por Erwin Panofsky. Por último, e como desdobramento das demais etapas, foram construídos um guia escrito e um audiovisual com o intuito de promover o aprendizado da linguagem cinematográfica entre os docentes de História, além de um capítulo com propostas e suportes para auxiliar o trabalho dos docentes.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; Cinema; Ditadura civil-militar; educação do olhar
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
CLÁUDIA PINHEIRO AZEVEDO MEMÓRIAS DE MANAUS" NA ESCOLA ESTADUAL FREI SILVIO VAGHEGGI: EXPERIÊNCIAS DE HISTÓRIA ORAL NO ENSINO DE HISTÓRIA 2020 MÔNICA MARTINS DA SILVA UFSC
Resumo
A presente pesquisa discute e problematiza a prática de entrevistas no ensino da história escolar, na perspectiva da História Oral, por meio da construção de oficinas cujo objetivo foi preparar alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Frei Silvio Vagheggi, da rede pública de Manaus, para a pesquisa de campo de um projeto de iniciação cientifica intitulado “Memórias de Manaus: A cidade de ontem e de hoje através do relato dos idosos”, que tem como escopo investigar, durante o ano letivo, a história da cidade por meio de narrativas orais de pessoas idosas, por meio de entrevistas concedidas aos alunos. Foram elaboradas duas oficinas: em que refletiu-se sobre os conceitos de Memória e História Oral, seguidos de atividades práticas sobre o assunto abordado; assim como discutiu-se o gênero entrevista, em diálogo com a disciplina de Língua Portuguesa, sob a ótica da História Oral. A experiencia das oficinas resultou em roteiros e entrevistas elaborados pelos alunos participantes da pesquisa, de onde emergiram questões relevantes sobre a História de Manaus, suas transformações e de seus espaços, entrelaçando-se com histórias de pessoas vivas e presentes no cotidiano desses alunos.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de História; História Oral e Memória; História de Manaus; Escola Frei Silvio Vagheggi.
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
FÁVIO TEIXEIRA DA CUNHA PERFORMANCE DOCENTE NO ENSINO DE HISTÓRIA 2020 JANE BITTENCOURT UFSC
Resumo
A presente dissertação, cujo tema é a performance docente no ensino de História, tem como objetivo apresentar os resultados da pesquisa desenvolvida a partir da análise de uma performance realizada em turmas de terceiro ano do Ensino Médio, em duas escolas da rede pública de ensino na capital catarinense, Florianópolis. A pesquisa se desenvolveu em uma perspectiva autorreflexiva, na qual o pesquisador é ao mesmo tempo objeto da pesquisa e sujeito investigado, pois intervenções pedagógicas baseadas em personagens fazem parte da minha prática docente, em que utilizo elementos de teatro para compor as aulas, que envolvem dramatização e performance. Objetivou-se, assim, desenvolver subsídios teóricos e metodológicos capazes de rever, ressignificar e compreender melhor as relações entre os saberes escolares e os saberes docentes, considerando-se que a experiência pessoal assume papel de destaque nestas relações. Procurou-se também analisar o potencial de uma intervenção performática baseada em suas possibilidades de impactar os/as estudantes. A intervenção performática, objeto do presente estudo tem como pano de fundo o ensino do Holocausto, um tema sensível e controverso na historiografia, que se torna cada vez mais relevante em tempos de intolerância, preconceito e negacionismo. Deste modo, a escolha por esta prática docente associada ao recorte histórico abordado, tem ainda como objetivo sensibilizar os/as estudantes e despertar neles/as o sentimento de empatia com o outro, oportunizando uma experiência que seja, a mesmo tempo, ética e estética. Consideramos que a performance docente tem o potencial de fazer com que a sala de aula se transforme em um espaço que propicie aos alunos e alunas experienciar o passado, de modo a serem sensibilizados por este passado, possibilitando, assim, aprendizagens significativas por parte dos/as estudantes. Por último, descrevi os caminhos percorridos para a construção do personagem, um dos focos da performance, objetivando-se demonstrar o potencial da busca por fontes biográficas para a construção de personagens históricos como parte significativa na composição de performances docentes.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de História; Saberes históricos no espaço escolar; Mediação didática; Performance docente; Ensino do Holocausto.
Link
DISSERTAÇÃO