• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 250 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ELKA REGINA RODRIGUES VALADARES SABERES EM MOVIMENTO- APRENDENDO E ENSINANDO A HISTÓRIA DA ÁFRICA NO ENSINO MÉDIO 2018 DERNIVAL VENÂNCIO RAMOS JÚNIOR UFT
Resumo
A presente pesquisa, desenvolvida no âmbito do Programa de Mestrado Profissional ProfHistória, insere-se na linha de pesquisa saberes históricos no espaço escolar, tem como tema central conhecer os saberes dos discentes acerca da História da África. A partir das representações presentes no imaginário dos estudantes, foram desenvolvidas estratégias metodológicas baseadas na pesquisa-ação para identificar os saberes. A pesquisa foi desenvolvida em Colinas do Tocantins com estudantes da segunda série do ensino médio e utilizou aportes teóricos de campos diversos. Os participantes pesquisaram, produziram material pedagógico com a finalidade de construir e desconstruir saberes sobre a história da África, relacionando-os. Os resultados dão conta de que os saberes construídos por estudantes em diferentes espaços não destoam das visões de diferentes grupos; conforme pesquisas recentes, mas vinculadas a uma perspectiva positiva de descolonização dos saberes, na direção de se produzir uma educação antirracista, multicultural, é possível desenhar um cenário novo na formação de identidades. Além da metodologia aplicada aos estudantes, investigou-se a trajetória de lutas dos movimentos sociais, especialmente os Movimentos Negros pela inclusão da história e cultura africana e afro-brasileira e indígena nos currículos escolares. Esta se tornou componente curricular obrigatório com a Lei 10.639/03 que foi alterada em 2008 pela Lei 11.645. A Lei e sua legislação correlata são parte de um conjunto de políticas públicas adotadas no Brasil a partir da década de 1990, em atendimento a reivindicações dos Movimentos Sociais para promover uma educação antirracista e pluricultural garantindo que grupos tradicionalmente excluídos dos espaços escolares, tenham sua história e cultura valorizados. Os resultados podem contribuir para uma reflexão acerca do ensino dessa temática bem como com a formação continuada de professores.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História,Saberes e Práticas no Espaço Escolar eLei 11.645/08.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ILTAMI RODRIGUES DA SILVA ENSINO DE HISTÓRIA E NARRATIVA DE ALUNOS: UM ESTUDO SOBRE CONSCIÊNCIA HISTÓRICA NO COLÉGIO ESTADUAL ADOLFO BEZERRA DE MENEZES EM ARAGUAÍNA-TO 2018 CLEUBE ALVES DA SILVA UFT
Resumo
A presente pesquisa objetivou estudar a consciência histórica de estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes (CEABM), em Araguaína-TO. O conceito de consciência histórica utilizado referencia-se no entendimento de JörnRüsen (2001,2007,2011). Metodologicamente nos valemos da estratégia da pesquisa-ação segundo a visão de Michel Thiollent (2007). Seguindo os pressupostos da aula-oficina, de Isabel Barca (2004), instrumentalizamos estudantes da 2ª série do Ensino Médio a produzirem narrativas históricas relacionadas aos bairros onde vivem. Além das narrativas, aplicamos um questionário para a obtenção de dados sobre as condições sociais dos alunos e de suas famílias e acessar as ideias prévias deles a respeito dos bairros onde moram, da escola que estudam e como vêem o conhecimento histórico. Para o tratamento das narrativas, fizemos uso do quadro de geração de sentido histórico proposto por Rüsen (2001,2007), tipificado na forma de consciência histórica tradicional, exemplar, crítica e genética. Utilizamos também a indicação deste autor quanto às operações que formam a competência narrativa da consciência histórica. O estudo foi conduzido mediante diálogo com autores que discutem o ensino de história no Brasil, a exemplo de Fonseca (2006,2010), Schmidt (2012), Monteiro (2007), e outros que se preocupam em debater a relação entre ensino de história, consciência histórica e a didática da história, caso de Rüsen (2011) e Cerri (2011a,2011b). Sob uso desses aportes teóricos e metodológicos, os resultados mostraram que a produção de narrativas por estudantes de ensino médio, relativa aos seus espaços de vivência, permitem mensurar o nível de sua competência narrativa e identificar carências de orientação temporal. As carências de orientação, distintas conforme os sujeitos e os lugares, abrem potencialidades quanto à definição de ações de intervenção docente com vistas a um ensino de história que tencione influir sobre a consciência histórica dos alunos
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Consciência Histórica, Aprendizagem Histórica, Saberes e práticas no espaço escolar, Narrativa de alunos
Link
Dissertaçao
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JOÃO PAULO SANTANA MACIEL HISTÓRIA DE VIDA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA: NARRATIVAS DE SI E REPERCUSSÕES SOBRE A PRÁTICA DOCENTE 2018 DIMAS JOSÉ BATISTA UFT
Resumo
Este trabalho discorre sobre história de vida e formação de professores de História, suas narrativas e as repercussões dessas sobre sua prática docente. Trazendo como objetivos: conhecer as narrativas das histórias de vida e formação de professores de História do Ensino Fundamental do município de Imperatriz; identificar as experiências evidenciadas nessas narrativas e analisá-las tendo em vista a sua repercussão na prática pedagógica e, por fim, elaborar e apresentar à Secretaria Municipal de Educação, uma proposta metodológica para formação de professores de História. Ademais, terá como eixo a produção própria a partir das experiências individuais, contextualizadas historicamente e socializadas em grupo. Tais objetivos partem das seguintes questões norteadoras: o que fala o professor de História sobre sua história de vida e formação? E como essas experiências repercutem sobre sua prática docente? A metodologia adotada para dar conta desse desafio está centrada no professor e nas suas experiências constituídas ao longo da vida e carreira docente. Sendo assim utilizou-se como fontes suas narrativas autobiográficas, escritas e faladas, as quais serviram de objeto de análise para compreender como tais aspectos repercutem, ou mesmo interferem na prática docente. Diante do trabalho realizado, a discussão indicou que as experiências que marcaram a vida do professor, englobando nisso o processo de sua formação, respondem com amplitude por seu desempenho como docente. Isto é, que o exercício profissional do dia-a-dia é delineado de forma consistente pelas repercussões dessas experiências que compuseram a vida real desse professor enquanto sujeito atuante e inserido num determinado contexto histórico
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Saberes e práticas no espaço escolar, Formação de professor, História de vida
Link
Dissertação