• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
VALDINEI DERETTI ENSINAR HISTÓRIA NA CIDADE: UMA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL PARA GUARAMIRIMSC 2020 MÔNICA MARTINS DA SILVA UFSC
Resumo
Este trabalho apresenta uma proposta de Ensino de História para (com e em) Guaramirim/SC a partir de um trabalho de Educação Patrimonial, pautado em princípios dos Territórios Educativos e tem como objetivo o estudo da memória e da história local, com ênfase nas diversidades e sociabilidades, em diferentes temporalidades. A investigação parte da análise, da crítica e do tensionamento de narrativas oficiais/tradicionais da história local, a partir de fontes históricas e historiográficas diversas, resultando na construção de um material pedagógico, voltado para alunos/as e professores/as da Educação Básica, que consiste em um conjunto de atividades de observação, análise e reflexão sobre espaços, narrativas e sujeitos históricos da cidade, por meio de estratégias didáticas variadas, como o trabalho com fontes e a realização de um percurso pela rua 28 de agosto, a partir de 8 pontos previamente definidos. Propõe reflexões e interações com diferentes espaços da cidade que, relacionados com os personagens e as fontes, permitem a construção de conhecimentos sobre as histórias e memórias da cidade de Guaramirim, convidando professores/as e estudantes a experienciarem a cidade e aprenderem a partir dela e com ela, buscando a necessária aproximação entre escola e cidade.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de História; Educação Patrimonial; Memória; Cidade; Guaramirim
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MURILO DOS SANTOS GARCIA MOVIMENTO CINECLUBISTA NA ESCOLA: UM CAMINHO POSSÍVEL PARA A EXECUÇÃO DA LEI 13.006/14 2020 ALEXANDRE BUSKO VALIM UFSC
Resumo
O presente trabalho tem por objetivo preencher algumas lacunas deixadas a partir da Lei 13.006/14, que, por sua vez, obriga a exibição de duas horas mensais de filmes brasileiros nas escolas brasileiras. Para tanto, ele prepõe um projeto de cineclubes escolares abertos a comunidade inspirado na trajetória cineclubista brasileira, mais precisamente em um movimento específico dos anos 1970. Como parte do projeto, visando a instrumentalização, exibição e mediação do filme em sessões cineclubistas e/ou sala de aulas, proponho um roteiro para análise fílmica pautado em uma perspectiva histórico social do cinema
Palavras-chave
Palavras-chave Profhistória. Lei 13.006/14. Cineclube. Movimento Cineclubista de 1970. História Social do Cinema
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
CARLOS DIEGO TINÉ SILVA PEREIRA MAPEANDO O PASSADO DE OLHO NO PRESENTE: USOS LÚDICOS DA CARTOGRAFIA (DE)COLONIAL NO ENSINO DE HISTÓRIA 2020 JORGE VICTOR DE ARAÚJO SOUZA UFRJ
Resumo
Este trabalho se propõe a avaliar o uso da cartografia nas aulas de História e apresenta uma proposta metodológica de ensino de História com a utilização de mapas históricos na forma de um jogo baseado nos princípios de um quebra cabeças. Os dois mapas utilizados são do século XVI: Terra Brasilis, de Lopo Homem, Pedro Reinel e Jorge Reinel, e América Meridional, de Diogo Homem. Nesse sentido, trabalhou-se em uma perspectiva de aproximação entre o conhecimento histórico e cartográfico, partindo do pressuposto de que essas obras são também passiveis da análise historiográfica, buscando distanciar-se da percepção da cartografia como uma produção essencialmente técnica e objetiva. A metodologia aplicada pode ser facilmente adaptada para outros mapas e, até mesmo, para o ensino com outros tipos de imagens históricas, sendo de baixo custo e de fácil compreensão e organização. O jogo tem, como meta principal, problematizar os elementos contidos nos mapas que expressam uma perspectiva eurocêntrica sobre as populações nativas e sobre o território colonial sul-americano. Também se buscou despertar entre os estudantes a compreensão de que a produção de conhecimento cartográfico se pode originar a partir das necessidades locais, questionando as escolhas contidas nos mapas produzidos por grupos políticos e econômicos hegemônicos.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de História; Jogos Didáticos; Mapas Históricos; Cartografia; América Colonial; Estudos Decoloniais.
Link
DISSERTAÇÃO