• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
EDNA SANTOS SILVA ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA E DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA: CONTRIBUIÇÕES PARA APRENDIZAGEM HISTÓRICA NO IFMA PORTO FRANCO - MA 2020 CLEUBE ALVES DA SILVA UFT
Resumo
Baseada nos procedimentos e resultados apresentados nesse estudo, a pesquisa objetivou intervir para o aprimoramento da aprendizagem histórica, entendida como a habilidade de se orientar na vida e formar uma identidade histórica coerente e estável, um sentido de orientação temporal, entre os discentes ingressantes em 2018 no Ensino Médio do IFMA, Campus Avançado Porto Franco, com ênfase em seus conhecimentos prévios compartilhados acerca da História da África e da Cultura Afro-Brasileira. Para tanto, fez-se necessária a articulação entre a aprendizagem histórica e a aprendizagem significativa, considerando a última como resultado do confronto entre conhecimentos anteriores e novos, de forma não arbitrária, promovendo uma ampliação dos saberes mais antigos. A hipótese indica que o Ensino de História pode proporcionar ressignificações dos conhecimentos, através da visão crítica dos alunos sobre seus conhecimentos prévios e o entorno social. A princípio, foram aplicados questionários diagnósticos a fim de avaliar o estado contemporâneo dos saberes dos discentes. A opção pelos procedimentos metodológicos fundamentados na pesquisa-ação, os quais constituídos a partir do uso de várias técnicas (produção textual, assistência de produções audiovisuais, rodas de conversas, leituras, produções de imagens etc.), implica em intervenções na resolução de problemas no campo da educação, mas tais procedimentos são passíveis de aplicação em diversos grupos ou áreas, pondo em evidência a necessidade de cooperação entre pesquisadora e interlocutores. O produto final constitui uma sequência didática que, igualmente como a dissertação ora apresentada, é resultado de um caminho com percursos metodológicos, suporte teórico e resultados específicos construídos ao longo da pesquisa. Tal sequência didática pode ser posta em prática em situações formais do Ensino Médio cujo tema seja a História da África e Cultura Afro-Brasileira. Em síntese, tem-se um conjunto de atividades articuladas que obedecem à determinada ordem e certa estrutura, a partir de uma realidade escolar específica, possível de ser replicado em intervenções pedagógicas com objetivos análogos.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Ensino de História da África e Cultura Afro-Brasileira. Aprendizagem Histórica. Aprendizagem Significativa. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maran
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ANTÔNIO CARLOS MACENA DA SILVA BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA APRENDIZAGEM HISTÓRICA EM TURMA DE 4º. ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM MARABÁ, PA 2020 VASNI DE ALMEIDA UFT
Resumo
A presente dissertação aborda a utilização de brinquedos e brincadeiras como tema gerador à aprendizagem histórica numa turma do 4º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor José Flávio Alves de Lima, na cidade de Marabá - PA, com o objetivo de refletir sobre as dificuldades do professor em ensinar História na primeira fase do Ensino Fundamental. Como parte da pesquisa, aplicamos uma sequência didática com o tema brinquedos e brincadeiras. A intenção foi potencializar as experiências passadas com brinquedos e brincadeiras vividas por pessoas mais velhas das famílias dos alunos. O estudo pretende contribuir com reflexões que possam auxiliar o docente em seu trabalho em sala, no que diz respeito ao tema gerador como aprendizagem histórica. A sequência didática realizada se deu a partir do método pesquisa-ação, que proporciona a todos os envolvidos na pesquisa, inclusive ao pesquisador, pensar criativa, crítica e reflexivamente sobre suas práxis (ação-reflexão-ação). As atividades foram acompanhadas por questionários, respondidos por pais e alunos envolvidos, e utilizados como subsídios para realização das sequências didáticas. Com os questionários, os alunos compararam as mudanças e permanências nos brinquedos e brincadeiras, um aprendizado histórico relevante para alunos dessa fase do ensino. O estudo foi direcionado a partir de referências teóricas acerca da aprendizagem histórica contidas na BNCC (2019), nos PCNs (2001), e em autores como: Cabrini (1994), Caimi (2019), Cerri (2019), Charlier (2017), Cooper (2004), Freire (2012-2018), PCNs de História (2001), Rüsen (2010-2012) e Schimidt (2009-2011). Trilhamos ainda autores que relacionam brinquedos e brincadeiras com aprendizagem histórica, como Carleto (2004; 2018), Oliveira (2018), Pavanelli e Tuma (2018), Ramos (2007), Sandaniel e Barbosa (2018), Silva (2018), Spodeck (1998) e Tuma; Cainelli e Oliveira (2010).
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Aprendizagem Histórica, Brinquedos e Brincadeiras, Sequência Didática.
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JOÃO CÂNDIDO CARVAL O ENSINO DE HISTÓRIA: AS RELAÇÕES DE GÊNERO E PODER NA FAMÍLIA BRASILEIRA POR MEIO DAS IMAGENS DOS LIVROS DIDÁTICOS 2020 DIMAS JOSÉ BATISTA UFT
Resumo
O presente trabalho trata do Ensino de História na perspectiva das relações de gênero. Foi elaborado com base em cinco oficinas realizadas no ano de 2018 com estudantes do 1º ano “E”, Ensino Médio, do Centro de Ensino Graça Aranha, escola localizada na cidade de Imperatriz – MA. Tem como objetivo principal analisar como os estudantes percebem as relações de poder que se estabeleceram na história da família brasileira, a partir do gênero dos indivíduos e os múltiplos fatores que contribuíram para a transformação dessa instituição social. Para construção dos dados foram utilizadas as produções textuais e exposições orais coletadas nas oficinas. Portanto, o trabalho discute o modo como os sujeitos mobilizam a consciência histórica acerca das questões propostas. Como produto, sugere uma metodologia didático-pedagógica que propõe a realização de oficinas em que as imagens contidas nos livros didáticos, especialmente representações históricas das famílias, sejam objeto de discussão das questões de gênero, em sala de aula. Tal proposta, por ter mostrado resultados satisfatórios com a turma de participantes, pode ser utilizada por professores e professoras de História em outras instituições.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Família; Gênero; Livro didático.
Link
DISSERTAÇÃO