• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
RONIE FRANÇA COSTA LITERATURA DE CORDEL E ENSINO DE HISTÓRIA: DIÁLOGOS E POSSIBILIDADES NO ENSINO FUNDAMENTAL 2021 DENILSON BOTELHO UNIFESP
Resumo
Esta pesquisa tem por objetivo investigar os possíveis usos da literatura de cordel no ensino de História, nos anos finais do Ensino Fundamental. A abordagem concentrou-se sobre a produção de folhetos de cordel no Nordeste brasileiro, desde o seu aparecimento, no final do século XIX, até a década de 1920, período em que estiveram em atividade os poetas pioneiros da nossa literatura de cordel. Após contemplar o surgimento da literatura de cordel, suas características e precursores, passou-se a examinar as propostas e possibilidades de trabalho com os folhetos no ensino de História. Considerando que o uso da literatura de cordel nas aulas de História pode favorecer a interdisciplinaridade, a criatividade, o desenvolvimento de habilidades de leitura, oralidade e trabalho coletivo, analisamos 34 folhetos com temáticas da História brasileira durante a Primeira República como: movimentos sociais do campo, rebeliões, a participação do Brasil na Grande Guerra, desigualdades sociais, problemas econômicos, eleições, política, cangaço, costumes, religiosidade, etc. Os resultados da pesquisa apontaram que os folhetos de cordel são uma fonte histórica privilegiada que pode contribuir de forma substancial para o ensino de História, proporcionando um diálogo com o conhecimento histórico dos livros didáticos e da historiografia. A utilização do cordel nas aulas de História pode enriquecê-las e torná-las mais atrativas e estimulantes, contribuindo para experiências de ensino-aprendizagem mais significativas.
Palavras-chave
ProfHistória; Literatura de Cordel; Ensino de História; Ensino Fundamental
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
VITOR DE PAIVA ZUCHINI "EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E ENSINO DE HISTÓRIA: A CASA DE CÂMARA E CADEIA DE ATIBAIA E O MUSEU MUNICIPAL JOÃO BATISTA CONTI" 2021 ELAINE LOURENÇO UNIFESP
Resumo
A presente dissertação de mestrado tem como foco de trabalho analisar o bem cultural Casa de Câmara e Cadeia de Atibaia (SP) e os conteúdos e valores históricos mobilizados em seu processo de patrimonialização federal, ocorrida em 1955. Refletiremos sobre qual passado se buscou proteger no processo de tombamento e nas intervenções realizadas pelo Serviço do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (SPHAN) no edifício entre os anos de 1958 e 1961 quando este já era sede – ainda de forma experimental – do Museu Municipal de Atibaia, atual Museu Municipal João Batista Conti (MMJBC). Buscaremos também apresentar ao leitor uma explanação sobre a origem, contexto e organização do museu relacionados à sua configuração inicial e na contemporaneidade, bem como apresentar uma análise sobre os conteúdos históricos em suas seções. Para tanto procura-se apresentar a história da constituição da edificação e compreender as circunstâncias em que se deu a criação do museu, os agentes ligados à sua criação e à formação do acervo. Propõe-se, como produto final, o desenvolvimento de uma cartilha que busque apresentar aos professores atividades educativas com foco na educação patrimonial associada ao ensino de história tendo como objeto de estudo o edifício, a Casa de Câmara e Cadeia, a fim de desenvolver nos educandos a consciência histórica sobre a importância de tal instituição para a localidade no contexto colonial e imperial e também sobre os valores mobilizados para seu tombamento.
Palavras-chave
Educação Patrimonial, Museu de Atibaia, Casa de Câmara e Cadeia de Atibaia, Memória e Ensino de História
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
WANDERSON DA SILVA SANTI QUE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS CABE NA ESCOLA? UM ESTUDO SOBRE PROFESSORES DE HISTÓRIA. 2021 ALESSANDRA NICODEMOS UFRJ
Resumo
A profissão docente é uma das atividades em que o ato de narrar está mais presente. Há, aqui, uma possibilidade de pensar as práticas dos professores de História pelas experiências vividas, assim essa pesquisa tem como proposta comparar as diferentes visões sobre o ensino de História nas trajetórias docentes dos docentes que atuam na EJA, a partir dos percursos formativos dos professores. Pretendeu-se analisar os aspectos que constituem o saber histórico escolar em turmas de educação de jovens e adultos e de que forma as trajetórias docentes anunciam uma concepção de conhecimento histórico escolar para essa modalidade com uma determinada especificidade com a condição de estudantes e trabalhadores.
Palavras-chave
Profhistória; ensino de História; educação de jovens e adultos; trajetórias docentes.
Link
Dissertação