• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 259 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SANDRO AMBRÓSIO ALVES PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DE RONDONÓPOLIS-MT: ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS NO ENSINO DE HISTÓRIA 2018 JAQUELINE APARECIDA MARTINS ZARBATO UFMT
Resumo
O ensino de História com o uso do Patrimônio Cultural, constitui-se em elemento que oportuniza a compreensão sobre os diferentes grupos culturais. Partindo dessa premissa, esta dissertação tem como objetivo investigar o uso do Patrimônio Cultural no ensino de História na cidade de Rondonópolis-MT, com a proposição de um material didático orientativo, fundamentando a estratégia da Educação Patrimonial nas aulas de História. A pesquisa foi realizada a partir do embasamento teórico sobre Patrimônio Cultural, Memória, Lugares de memória e História local/regional. No campo metodológico, utilizamos as abordagens da Educação Patrimonial e Educação Histórica, bem como das Diretrizes Curriculares Nacionais, Parâmetros Curriculares Nacionais, Orientações Curriculares do Estado de Mato Grosso e ensino de História. O percurso da pesquisa foi fundamentado por ações educativas no ensino de História, proposto a partir de oficinas didáticas em sala de aula e em saída de campo ao “Centro Histórico” de RondonópolisMT, com um roteiro previamente elaborado e discutido com o professor de História, para com os estudantes dos 7º anos do 3º Ciclo de Formação Humana do ensino fundamental de uma Escola pública. Metodologicamente utilizamos a ação didática com a orientação da Educação Patrimonial para os estudantes; a análise das narrativas de estudantes do Ensino Fundamental; guia orientativo das ações didáticas. Visando que, o uso do “Orientativo Didático Patrimoniar”, como um material sugestivo, possam subsidiar os educadores na inserção no currículo escolar, como estratégia didática, seja no Ensino Fundamental como no Ensino Médio, de temas centrados no Patrimônio Cultural do município de Rondonópolis-MT.
Palavras-chave
ENSINO DE HISTÓRIA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL MATERIAL DIDÁTICO RONDONÓPOLIS-MT
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ESTER CÂNDIDA CORRÊA ANÁLISE DOS CONCEITOS DE HISTÓRIA NA NARRATIVA DO CANAL VIRTUAL LGBT “PÕE NA RODA” 2018 FLÁVIO VILAS-BOAS TROVÃO UFMT
Resumo
Procuramos compreender em que medida se dá a construção da identidade e a formação da consciência histórica, relacionadas à noção de gênero, através da análise da recepção e interação discursiva da/os aluna/os do Ensino Médio com as narrativas das experiências de vida contidas nos vídeos do canal virtual LGBT “Põe na roda”, que apresentam uma perspectiva crítica sobre a ideia de gênero. Assim, partimos do pressuposto teórico de que as narrativas individuais e coletivas dessas experiências, que produzem e se alinham a determinadas formações discursivas e ideológicas, proporcionam um aprendizado e constituem a consciência histórica subjetiva e de grupos sociais, portanto, se objetivam materialmente nos processos históricos. Neste sentido, buscamos em JörnRüsen nossas referências teóricas. Ao trabalharmos com uma plataforma da internet seguiremos uma metodologia baseada nos Estudos Culturais, a partir de Douglas Kellner, segundo a qual a indústria cultural cria produtos que reproduzem discursos sociais que envolvem os conflitos de uma época. Seus produtos criados articulam posições ideológicas que reiteram as formas de poder social ou de resistência às formas dominantes de cultura. Portanto, Kellner parte do pressuposto de que a cultura da mídia não é o texto de uma ideologia dominante, nem inocente entretenimento, mas produções complexas que absorvem discursos sociais e políticos de difícil análise. Assim, exigem métodos capazes de desvendar a inserção da mídia na economia política, nas relações sociais e no meio político, onde são criados, veiculados e recebidos. A categoria gênero se baseia nos estudos de Joan Scott e Judith Butler. Scott questiona o modo como o gênero funciona nas relações sociais e a maneira como este dá sentido à percepção e à construção do conhecimento histórico. Butler contesta a distinção de sexo e de gênero baseada em uma concepção de natureza dada e estabelecida por discursos científicos, jurídico e político.
Palavras-chave
ENSINO DE HISTÓRIA PRODUÇÃO E DIFUSÃO DE NARRATIVAS HISTÓRICAS GÊNERO CULTURA VISUAL MÍDIAS E LINGUAGENS INTERNET
Link
Dissertaçao
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SOELY MARIA DE MEIRA PATRIMÔNIO E ESCOLA: O CENTRO HISTÓRICO DE CUIABÁ E AS PRÁTICAS EDUCATIVAS NO ENSINO DE HISTÓRIA 2018 NILEIDE SOUZA DOURADO UFMT
Resumo
Esta dissertação trata sobre “Patrimônio e Escola: O Centro Histórico de Cuiabá e Práticas Educativas no Ensino de História” e tem como investigação a produção e a aprendizagem da história fora do espaço escolar, considerando lugares distintos como os museus, o teatro, os centros históricos e os espaços urbanos em geral. Tal estudo tem como objetivo mediar à relação dos alunos da Educação Básica com o Centro Histórico de Cuiabá, através de práticas educativas formais no ensino de história, produzindo diálogo entre o patrimônio histórico e a escola, contemplando espaços de memória da cidade no currículo. Os Espaços de Memória contemplados na pesquisa são as igrejas do Centro Histórico de Cuiabá, tombadas e protegidas como patrimônio histórico e cultural da cidade, localizadas no perímetro do Conjunto Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico da Cidade de Cuiabá-MT, constantes no Processo de Tombamento nº 1.180-T-85, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) são elas a Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, e a Igreja Senhor dos Passos. Além da área do Centro Histórico sob a proteção federal, a legislação definiu a área de seu entorno, que se encontra dividida em 10 setores como: Boa Morte, Barão de Melgaço, República, 13 de Junho, Ipiranga, Prainha, Bispo Dom José, Morro da Luz, Rosário e Mandioca. As igrejas, objetos da pesquisa, localizadas nas áreas do entorno são: no Setor Boa Morte, a Paróquia Nossa Senhora da Boa Morte; no Setor República, a Catedral Metropolitana Basílica Bom Jesus de Cuiabá; no Setor 13 de Junho, a Igreja Presbiteriana de Cuiabá; e, fora das áreas de entorno, o Santuário Eucarístico Nossa Senhora do Bom Despacho. O estudo é resultante da pesquisa documental e bibliográfica acerca da construção das igrejas históricas, entrelaçadas ao processo constitutivo do espaço urbano de Cuiabá desde a sua fundação em 08 de abril de 1719, até o surgimento da consciência preservacionista de seu centro histórico, concretizada na homologação do tombamento em 04 de novembro de 1992. Esta área abriga cerca de 400 edificações que preservam um conjunto arquitetônico remanescente dos séculos XVIII, XIX e XX, e mantém íntegro o traçado urbano colonial em Cuiabá. O objeto de aprendizagem, elaborado a partir desta pesquisa, é um aplicativo para tabletes e smartphones. Após a publicação no Google Play, pode ser encaminhado para usuários que utilizem o sistema operacional “Android”, para download diretamente na loja com o título “Centro Histórico de Cuiabá”, de forma gratuita. Existe ainda a possibilidade de acesso através da publicação gratuita para o desenvolvedor, para isso os usuários digitam o endereço “https://app.vc/centro_historico_de-cuiaba” direto no navegador do celular, tal opção fica disponível para usuários do sistema “Android” e do sistema “IOS”.
Palavras-chave
ENSINO DE HISTÓRIA PATRIMÔNIO CENTRO HISTÓRICO PRÁTICAS EDUCATIVAS
Link
Dissertação