• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LEONARDO QUINTO OCUPAR E REFLETIR - ESCOLAS DE LUTA E HISTÓRIA EM DISPUTA: ENSINO DE HISTÓRIA E A LUTA SECUNDARISTA EM SÃO PAULO (2015) 2020 ANTONIO SIMPLÍCIO DE ALMEIDA NETO UNIFESP
Resumo
Este trabalho analisa os movimentos de ocupação de escolas públicas na cidade de São Paulo em 2015 e suas relações e implicações com o ensino de História. Os objetivos centrais são: a) analisar algumas práticas vividas pelos estudantes e as atividades desenvolvidas no período de ocupações; b) conhecer e discutir as representações desses sujeitos sobre a educação, escola, o conhecimento histórico e a disciplina escolar História; c) refletir sobre aspectos do ensino de História a partir das demandas, das vivências e das ações dos secundaristas. Através de registros documentais produzidos pelos estudantes no ambiente virtual e de relatos orais realizados com participantes do movimento, busca-se compreender como as culturas juvenis se relacionam com a cultura escolar, com a forma escolar e mobilizam o conhecimento Histórico. Procuramos discutir como os estudantes, na experiência de ocupações, disputam a escola e a História no tempo presente. Apresentamos, ao final, como parte propositiva decorrente do processo de pesquisa, a homepage Ocupahistória (http://www.ocupahistoria.com.br), com fontes documentais, artigos acadêmicos e algumas possibilidades de atuação criativa para o ensino de História.
Palavras-chave
Ocupações. Ensino de História. Cultura Juvenil. ProfHistória. Movimento Secundarista.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MILTON GARCIA SILVA "APROPRIAÇÕES DIGITAIS DA HISTÓRIA: ENTRE A ESCOLA E O ESPAÇO PÚBLICO. " 2020 FABIO FRANZINI UNIFESP
Resumo
Essa dissertação é resultado de pesquisa sobre o interesse dos alunos da EMEF Marcílio Dias, escola da rede municipal de ensino de São Paulo, pelos vídeos sobre temas de História do Canal Nostalgia no Youtube. Seu objetivo é mostrar a influência deste canal sobre a sala de aula, problematizada a partir da frequente intervenção dos alunos sobre os assuntos e narrativas apresentados nesses vídeos e da suposta oposição entre o ensino de história escolar e leituras midiáticas do passado. As fontes para o desenvolvimento desta investigação foram construídas a partir da listagem das principais questões feitas pelos alunos, além de relatórios de observação de trabalho em grupo a partir de um dos vídeos do canal Nostalgia e da análise de três de seus vídeos. Como referencial teórico, o debate sobre História pública é um marco importante para este trabalho, assim como os conceitos de cultura escolar e forma escolar, uma vez que a pesquisa busca relacionar aspectos sobre o ensino de história, o papel do historiador atualmente e sua relação com o público
Palavras-chave
Ensino de História. História pública. Youtube. Canal Nostalgia. ProfHistória.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
THIAGO LIMA DOS SANTOS INTELECTUAIS AFRO-PERIFÉRICOS E OS COLETIVOS DE QUEBRADA: A LEI 10.639/03 NA PEGADA VALANDI À MODA BANDOLEIRA. 2020 CLÉBER SANTOS VIEIRA UNIFESP
Resumo
Esta pesquisa versa sobre a produção intelectual de conhecimentos e a formação de professores(as) oferecida por dois coletivos negros da cidade de São Paulo, “BAOBÁ: fortificando as raízes” e “MALUNGO: não deixe sua cor passar em branco”, sobre a Lei 10.639/2003. Tendo como objetivos a análise da referida lei, a descrição dos coletivos e análise de suas ações de formação como resistência ao racismo institucional presente no sistema educacional brasileiro. O arcabouço teórico tem por bases intelectuais negros(as) que fomentam um aprofundamento sobre educação e relações raciais. Percorrendo o trajeto dessas formações como ato de pesquisa ação. As fontes são os registros dos cursos, nuances autobiográficas, memórias e diálogos como fontes, que nos ajudam a evidenciar a emersão de Intelectuais Afro Periféricos(as).
Palavras-chave
Coletivos Negros, Formação de professores, Lei 10.639/2003.
Link
Dissertação