• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 250 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
CRISTIANA DE LIMA TOMAZ ABRANTES SABERES E FAZERES DOCENTES EM ENSINO DE HISTÓRIA NO CAP/UERJ EM CONTEXTO DAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS 2018 MARIA APARECIDA DA SILVA CABRAL E COORIENTADOR: HELENA MARIA MARQUES ARAÚJO UERJ
Resumo
O presente texto tem por objetivo apresentar nossa pesquisa de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Ensino de História – PPGEH – da UERJ, (PROFHISTÓRIA – Mestrado Profissional em Rede Nacional). Buscamos compreender como alguns dos professores de História, de uma instituição pública de excelência no Ensino Médio – CAp/UERJ, localizada no Rio de Janeiro, mobilizam seus saberes, socialmente construídos, e, especialmente, que diálogos tecem com as políticas educacionais públicas, em momentos de construção e/ou apresentação de novas reformas educacionais à comunidade educacional. Em tempos de crescente controle do Estado nos currículos educacionais no Brasil, cabe enfatizar que, pesquisas que focalizam os professores e suas práticas podem contribuir para a construção de novos olhares no campo do ensino da História escolar. Nessa direção, problematizamos os modos como os docentes entrevistados se posicionam frente à atual reforma em curso no país a exemplo das discussões da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), bem como, da Reforma do Ensino Médio, pois a hipótese que sustentamos é que a forma como essas ações do governo têm sido implementadas produzem um certo silenciamento de saberes e fazeres docentes. Para tanto, estamos considerando a visão dos professores, sujeitos principais desta investigação, em diálogo ou até mesmo em contraposição a esses currículos prescritos. Como procedimentos de pesquisa, realizamos a análise das narrativas construídas por esses profissionais coletadas em entrevistas, estabelecendo a interlocução com autores do campo do currículo, da educação, da história oral e da historiografia.
Palavras-chave
currículo; ensino de História; reformas educativas; saberes e fazeres docentes; CAp/UERJ.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
EDSON GUIMARÃES DE AZEREDO AS MUITAS VIDAS E IDENTIDADES DE CAROLINA MARIA DE JESUS: O USO DO BIOGRÁFICO E DO AUTOBIOGRÁFICO NO ENSINO DAS RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS 2018 MARCIA DE ALMEIDA GONÇALVES UERJ
Resumo
A dissertação visa problematizar as diferentes possibilidades de ensinar História a partir de estudos biográficos e autobiográficos. Nesse exercício, utilizei as biografias de Carolina Maria de Jesus, como também seu livro mais famoso, o “Quarto de Despejo”, para refletir sobre o ensino das relações étnico raciais, no Brasil republicano. O objeto de estudo da dissertação surgiu a partir de uma experiência, em uma unidade escolar da rede pública de ensino, com o objetivo de aplicar a lei 10639/2003, que tornava obrigatório, o ensino de História da África e dos afro-brasileiros, nas escolas, do ensino básico. Para tanto, Carolina Maria de Jesus, foi escolhida por possibilitar o debate em torno da temática étnico racial, ou seja, através de sua trajetória possibilitava a discussão em torno da temática do racismo, como também o debate sobre outras identidades, tais como: mulher, negra, moradora de favela e escritora. Como resultado da dissertação foi produzido um recurso didático pedagógico, em formato de caderno de atividades, que visa instrumentalizar professores do ensino básico na aplicação da lei 10639/2003 utilizando o biográfico e o autobiográfico no ensino das relações étnico raciais e sociais.
Palavras-chave
Uso do biográfico. Ensino de história. Relações étnico-raciais.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
CLEMIR BARBOSA DO NASCIMENTO ABRAM ALAS PRA HISTÓRIA! DA CONCEPÇÃO DO ENREDO À SAPUCAÍ: OS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA COMO PROPOSTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE HISTÓRIA EM ESCOLAS DE PRIVAÇÃO DE LIBERDADE” 2018 MARCIA DE ALMEIDA GONÇALVES UERJ
Resumo
Este trabalho problematiza os desfiles das escolas de samba, em particular os que possuem como enredo temas históricos, como uma ferramenta didática para auxiliar os professores de História das escolas do sistema prisional. A dissertação apresenta o surgimento das escolas em regime de privação de liberdade e a ligação das escolas de samba com a História e com a cidade do Rio de Janeiro. Para tanto, analisa a discussão do conceito de patrimônio e suas variações, passando pelas atuais políticas de patrimonialização no Brasil e pelos processos de reconhecimento do samba do Rio de Janeiro como patrimônio cultural imaterial do Brasil e das escolas de samba que desfilam no município do Rio de Janeiro como patrimônio cultural imaterial da cidade. Apresenta também um guia prático para professores das escolas do sistema prisional que tem como objetivo a execução de um projeto pedagógico cuja culminância é a montagem de um desfile de escola de samba, através de maquete, e uma exposição do processo criativo do mesmo.
Palavras-chave
: Ensino de História. Escolas Prisionais. Patrimônio Cultural Imaterial. Samba. Escolas de Samba. Cidade do Rio de Janeiro.
Link
Dissertação