• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JOÃO BATISTA DA SILVA JUNIOR O ENSINO DE HISTÓRIA E AS NOVAS TECNOLOGIAS: QUESTÕES DE MÉTODOS SOBRE O ENSINO E APRENDIZAGEM DE HISTÓRIA EM PROTAGONISMO DISCENTE 2020 FRANCIVALDO ALVES NUNES UFPA
Resumo
Esta dissertação de mestrado analisa a possibilidade do uso dos aplicativos educacionais como recurso didático em sala de aula no Ensino Médio. O objetivo é conceber criticamente os conteúdos, as metodologias e a eficácia de aplicativos que exploram as redes de computadores, disponibilizando conteúdo da disciplina História, identificando em que medida esses conteúdos e metodologias são propositivos de uma proposta inovadora na construção de saberes históricos. Para a efetivação da proposta foram construídas análises quanto ao papel das narrativas históricas no Ensino de História e da formação dos professores de História em tecnologias educacionais. Observamos ainda, através das narrativas dos alunos, em que medida esses conhecimentos que se dão fora do espaço da sala de aula fazem ou não parte da consciência histórica desses discentes. Discutimos como esses recursos didáticos podem ser propositivos na construção de uma didática da história, por intermédio de entrevistas, construção de narrativas e a observação participante. Como resultado apresentamos um produto educacional construído pelos discentes da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio do Outeiro, turma de 3º ano do Ensino Médio, qual seja, um aplicativo virtual com conteúdo produzidos por estes alunos sobre sua localidade, o que tem potencial para se tornar em interessante ferramenta didática de produção e difusão de conhecimento histórico
Palavras-chave
ProfHistoria; Ensino de História; Educação Básica; Tecnologias; Didática da História.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
LIGIA MARA BARROS RIBEIRO CONTOS DE RIOS: MEMÓRIAS SOBRE AS ÁGUAS E O ENSINO DE HISTÓRIA EM SANTA IZABEL DO PARÁ 2020 WESLEY DE OLIVEIRA KETTLE UFPA
Resumo
O presente estudo aborda a perspectiva ambiental, com destaque para os rios nas aulas de história. Tem por objetivo analisar a percepção dos alunos sobre a relação entre os rios Izabelense, Jordão e Caraparu e a história de Santa Izabel do Pará, seguindo os embasamentos teóricos propostos pelo campo da história ambiental. Para tanto, utilizamos da história oral como metodologia para produzir as memórias ambientais izabelenses, a partir das falas dos moradores antigos, e que, por meio destas, os alunos conheçam os usos, experiências e práticas sociais vivenciadas entre os sujeitos e os rios, ao mesmo tempo em que analisaram as obras existentes sobre a história da cidade, para que entendessem o que esses autores falavam sobre os rios e a natureza ou se não falavam sobre eles. Como produto desta dissertação foi feito, então, o e-book “Contos de Rios: histórias izabelenses” no qual os alunos, em sua escrita e ilustração dos contos, utilizaram as memórias ambientais amealhadas - e com o auxílio das informações presentes nas obras analisadas - apontaram os espaços que consideravam significativos para a história do lugar, e assim escreveram seus textos, que apresentam novas narrativas sobre Santa Izabel do Pará, agora incluindo os rios. Com isso, os alunos refletiram sobre as questões e crises ambientais existente no local, protagonizando a produção do conhecimento e, com o domínio deste, desenvolveram sua consciência ambiental, sendo críticos dos problemas do presente em relação à água e aos rios, podendo exercitar a sua cidadania, a partir das questões refletidas nas suas aulas de história.
Palavras-chave
ProfHistoria; Ensino de história; Narrativas históricas; Rios; Memória Coletiva; História Ambiental.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ELENN CLEIDIANE DO SOCORRO CHAVES LEAL QUADRINHOS NO ENSINO DE HISTÓRIA: UMA EXPERIÊNCIA PARA A DISCUSSÃO DO RACISMO NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2020 EDILZA JOANA OLIVEIRA FONTES UFPA
Resumo
A presente pesquisa visa demonstrar como a arte dos quadrinhos pode ser utilizada como ponto de partida para a discussão do racismo na educação básica. Apresentando uma proposta de aula oficina com uma turma do 7º Ano do Ensino Fundamental, de uma escola do munícipio de Mãe do Rio - PA, o trabalho busca contribuir para a promoção de um ensino de História voltado para o respeito à diversidade étnica do país, fomentando dentro da escola a luta contra o racismo. Como produto final desta dissertação foi elaborada uma cartilha intitulada "Racismo, nem pensar!". O material em questão é resultado das oficinas e está dividido em duas partes: a primeira parte apresenta informações sobre o racismo e as tirinhas produzidas pelos discentes, já a segunda é composta pelo roteiro da oficina, que objetiva orientar aqueles que desejam discutir racismo utilizando histórias em quadrinhos. Espera-se que a cartilha ajude a sensibilizar as pessoas, a fim de que percebam o quanto o racismo é nocivo e deve, portanto, ser combatido.
Palavras-chave
ProfHistoria; Ensino de História; Quadrinhos; Racismo; Ensino Fundamental.
Link
Dissertação