• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SARA CESAR BRITO MOTA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA UMA EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA E EM PERSPECTIVA DECOLONIAL: CONCEITOS FUNDAMENTAIS, ROTEIRO URBANO E FONTES LITERÁRIAS 2020 DANIEL PINHA DA SILVA UERJ
Resumo
A presente pesquisa é resultado do acúmulo de experiências pedagógicas em turmas do primeiro ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Coronel João Tarcísio Bueno localizada na cidade de São Gonçalo/ Rio de Janeiro com o objetivo de desenvolver uma sequência didática que proporcione reflexões que levem os estudantes a desenvolverem comportamentos antirracistas. Para tal, foi trabalhado conceitos fundamentais como Preconceito, Discriminação, Segregação, Raça, Etnia, Escravidão e Estereótipos através de aulas expositivas e momentos com o uso de recursos como músicas, roteiro urbano do Instituto dos Pretos Novos e fontes literárias de autores negros românticos como Maria Firmina dos Reis e Luiz Gama a fim de promover a reflexão crítica por parte dos alunos. A prática educativa dialogou na teoria com autores de referência nos temas trabalhados com enfoque na proposta da decolonialidade, memória e biopolítica como Aníbal Quijano, Michel Foucault, Catherine Walsh e estudiosos literários como Antônio Cândido e Domício Proença Filho.
Palavras-chave
ProfHistoria. Ensino de História. Literatura. Educação Étnico-racial. Decolonialidade.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MAYARA ALVES LEITE APRENDIZAGEM HISTÓRICA E HISTÓRIA LOCAL: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO 8º ANO SOBRE O ENSINO DA HISTÓRIA DE PARAUAPEBAS-PA 2020 WELLINGTON AMARANTE OLIVEIRA UFT
Resumo
O presente trabalho objetivou investigar como ocorre a aprendizagem histórica dos estudantes a partir da utilização da História local. Apresentamos algumas reflexões em relação a prescrição do ensino da história local nos currículos educacionais nos níveis nacional, estadual e municipal. A pesquisa é de cunho qualitativo. A metodologia utilizada é a história oral. Esse método de pesquisa foi escolhido com intenção de compreender e refletir sobre as narrativas existentes em torno de seu surgimento. Tivemos como hipótese que o ensino da história local pode ser uma ferramenta importante para o desenvolvimento do aprendizado histórico dos discentes, pois ao refletir articulando presente, passado e futuro, eles conseguirão pensar sua importância enquanto sujeito histórico, compreendendo-se com parte substancial para a construção social de sua comunidade e o fortalecimento de sua identidade local, e se percebendo enquanto agente transformador de seu grupo. Para responder à hipótese sugerida foram organizadas etapas com intervenções distintas: questionários com perguntas abertas relacionadas ao ensino de História e história local, análise de poemas sobre o município, texto sobre história local, oficina com técnicas de entrevista e entrevistas com duas pessoas que residem em Parauapebas desde período anterior à emancipação até os dias atuais. Como produto didático pedagógico elaboramos uma proposta de planejamento flexível, com orientações sobre as metodologias utilizadas em nossa pesquisa que se mostraram eficazes, para serem aplicadas pelos docentes de acordo com sua realidade.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Aprendizagem Histórica, História Local, Parauapebas.
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ANDRÉ LUIZ LIRIO DA CUNHA O ENSINO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO E O FAZER DOCENTE NO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ 2019 JOÃO DO PRADO FERRAZ DE CARVALHO UNIFESP
Resumo
Esta dissertação visa analisar o ensino de História na educação de jovens e adultos no contexto de construção curricular na rede municipal de Santo André, no período entre 2013 e 2016. O objetivo do trabalho é investigar as formas de participação dos docentes no processo de construção curricular para compreender de que maneira se desenvolveu a atuação desses professores nas discussões e formações pedagógicas no processo e como essa experiência interveio (ou não) em suas práticas docentes no ensino de História, bem como os princípios relacionados à educação de jovens e adultos. Baseamo-nos nos pressupostos teóricos da construção social do currículo de Ivor Goodson (1995), articulando-os com as concepções da educação popular Paulo Freire (1983; 1996) e da categoria de experiência de E. P. Thompson (1981; 2002), a qual considera os sujeitos como reflexivos e atuantes da própria história, mesmo com limitações evidentes. A partir da documentação produzida no período e das entrevistas semiestruturadas com dois professores de História da EJA de Santo André. Dessa forma, como parte propositiva da dissertação, foi construído um material com atividades elaboradas utilizando como ponto de partida a prática social, ou seja, o educando individualmente e coletivamente a partir de suas experiências sociais mediadas pelo conhecimento socialmente construído
Palavras-chave
Ensino de História. Educação de Jovens e Adultos. Fazer docente. Educação popular. Currículo
Link
Dissertação