• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 220 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ALESSANDRO PAZ FERREIRA POR UM LUGAR AO "SOL NASCENTE": DISCURSOS E REPRESENTAÇÕES SOBRE O JAPONÊS COMO IMIGRANTE INDESEJÁVEL NO BRASIL (1908-1945) 2016 FERNANDO LUIZ VALE CASTRO UFRJ
Resumo
O presente trabalho visa a tecer um diálogo entre pesquisa acadêmica e reflexões didático-pedagógicas, pensando as especificidades do espaço escolar e do ensino de História, assim como propondo a abordagem de um tema em sala de aula para fins de combater práticas de intolerância. O caminho percorrido ao longo de sua leitura fornece um amplo panorama sobre o tema da imigração japonesa no Brasil – focando suas primeiras décadas – e sobre as manifestações de preconceito dirigidas por boa parte das elites intelectual e política do país a essa categoria de imigrantes, o que gerou, à época, a construção da imagem do “perigo amarelo” e uma série de representações racistas quanto ao elemento nipônico no Brasil. Preconceito este tornado muito mais grave no contexto da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), cujo final demarca os limites de nossa abordagem. O objetivo fundamental deste trabalho é discutir cultura escolar e currículo, incluindo seu papel como produto e produtor social de cultura, com a finalidade de fomentar o olhar e o pensamento críticos a discursos de intolerância e discriminação, culminando com propostas de atividades a serem aplicadas em sala de aula para incentivar o trabalho de pesquisa com fontes e o questionamento sobre toda sorte de preconceito, notadamente a xenofobia e a resistência ao bom convívio com a diversidade. Pensando o ensino de História, o papel de seus conteúdos e os objetivos do conhecimento produzido no espaço escolar, a partir do tema sugerido, esperamos oferecer uma promissora proposta que contribua para a desconstrução do já tão combatido discurso da “democracia racial” e para a valorização do respeito à diversidade, uma demanda a que urge a contemporaneidade.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; cultura escolar;currículo;imigração japonesa;xenofobia
Link
dissertação

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ADRIANO DA SILVA TEMPO E TEMPORALIDADE NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM DA HISTÓRIA: UM DESAFIO A ENFRENTAR 2016 MARIETA DE MORAES FERREIRA UFRJ
Resumo
Este trabalho apresenta uma pesquisa sobre o ensino e aprendizagem da história escolar e tem como finalidade investigar o entendimento dos estudantes do ensino médio sobre as noções de tempo e de temporalidades principalmente em relação ao tempo histórico e os usos do passado. A proposta neste trabalho consiste em propor estratégias para ir além da cronologia e datação no que diz respeito às questões do tempo no ensino de história. Não se trata aqui de refutar ou desconsiderar a cronologia, a linearidade e a importância das datas no ensino de história, mas sim de buscar ir além dessas formas já estabelecidas. O desejo é ampliar as possibilidades de modelos explicativos para as questões de tempo ensino de história. Neste trabalho também é proposto uma ampliação dos meios físicos nas dinâmicas no ensino com possibilidade de introdução e aplicação de novas tecnologias em sala de aula. Para isso, foi elaborado um aplicativo como um veículo possível dessas novas tecnologias. O uso do aplicativo Web História tem três finalidades básicas aumentar o aproveitamento do tempo nas aulas, reunir e vincular várias mídias de conteúdos em formato digital e tornar o estudante participante do processo de construção do conhecimento histórico.
Palavras-chave
ProfHistória;Ensino de História; Tempo;História;Tecnologia
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ANA LUIZA RIBEIRO GARCIA FIGURELLO OLHARES SOBRE O VALONGO: ESTUDANDO O PATRIMÔNIO E A MEMÓRIA NAS AULAS DE HISTÓRIA 2016 REGINA MARIA DA CUNHA BUSTAMANTE UFRJ
Resumo
Este trabalho busca refletir sobre o uso da memória e do patrimônio nas aulas de História. Para isso, produzimos um material didático em forma de vídeo, trabalhando com as histórias e memórias sobre a Pequena África (região portuária do Rio de Janeiro). Tendo como público alvo alunos do Ensino Médio, o trabalho realiza uma viagem pelo bairro, com enfoque no Cais do Valongo e Cemitério dos Pretos Novos, narrando a história do local onde africanos que ali chegavam tinham destinos variados. Para a abordagem de diferentes histórias e memórias no vídeo, utilizamos a metodologia da História Oral na realização das entrevistas com moradores (Fábio Sarol e Tia Lúcia) e pesquisadores (Milton Guran e Cláudio Honorato) da região estudada. A produção do documentário se deu a partir de diálogos teóricos sobre os conceitos de memória coletiva, patrimônios, Educação Patrimonial e ensino de História, cujo entendimento procuramos elucidar ao longo deste trabalho.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; memória;patrimônio
Link
dissertação