• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ACÁCIO LEANDRO MACIEL SIMÕES ENSINO DE HISTÓRIA E A SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO: APRENDIZAGEM HISTÓRICA POR MEIO DA ANÁLISE DE FONTES EM AMBIENTES DIGITAIS 2018 MARGARIDA MARIA DIAS DE OLIVEIRA UFRN
Resumo
Inserido no campo de pesquisa sobre Ensino de História, este trabalho tem como objetivo principal contribuir para a aprendizagem histórica por meio da análise de fontes históricas textuais disponíveis em ambientes digitais. Tal demanda foi identificada através da investigação dos usos que os estudantes da Escola Estadual e Ensino Médio Dr. César Cals, em Fortaleza – CE, fazem da internet em seu cotidiano, especialmente por meio de smartphones. Com a constatação de que os estudantes usam as informações acessadas on-line inclusive para seus estudos, admite-se que a qualificação desse uso deve ser uma das tarefas da educação escolar. Para tanto, no âmbito do Ensino de História, defende-se que o exercício de procedimentos do fazer do historiador em situações de ensino pode contribuir para o desenvolvimento de uma consciência histórica mais ativa (crítico-genética) que passiva (tradicional e exemplar). Nesse sentido, esta dissertação propõe um conjunto de atividades de análise de fontes históricas escritas disponíveis on-line e que estão sistematizadas em um “Fontímetro” – uma ferramenta didática concentrada no exercício e melhoria de habilidades dos estudantes e que pode ser usado combinado aos mais diversos conteúdos históricos.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de história; consciência histórica; fontes históricas; educação escolar; Fontímetro
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
CÍCERA TAMARA GRACIANO LEAL DA SILVA FERNANDES PESQUISA E ENSINO NA HISTÓRIA ESCOLAR: O CONTEXTO URBANO DA ESCOLA TEREZINHA PAULINO EM NATAL-RN 2018 ROBERTO AIRON SILVA UFRN
Resumo
Esta pesquisa de Mestrado objetivou, principalmente, relacionar a realidade do entorno da escola à construção do conhecimento histórico, buscando, ainda: determinar como se deu o seu crescimento urbano; levantar suas narrativas de memória locais; e produzir um material didático enquanto roteiro analítico, crítico e interativo a ser utilizado pelos estudantes voltado para a aprendizagem. Para isso, procurou-se fazer com que os alunos fossem construtores do seu próprio conhecimento, trabalhando princípios básicos da pesquisa histórica, teóricos e empíricos, pelo entendimento de que o ensino escolar também produz um conhecimento histórico próprio. Os procedimentos e estratégias em sala de aula foram direcionados para alunos do Nono Ano e duraram aproximadamente um ano, intercalando análises de fontes diversas e discussões sobre o âmbito local e geral. O material didático foi produzido baseado nas experiências resultantes da pesquisa e se configurou em um caderno de campo de pesquisa histórica escolar que deve servir para se abordar a mesma discussão em outro ano letivo e dar continuidade ao trabalho da pesquisadora docente. • Palavras-chave (devem ser idênticas às do EDUCAPES): Profhistória; Ensino de história; consciência histórica; fontes históricas; educação escolar; Fontímetro.
Palavras-chave
Profhistória; Ensino de história; consciência histórica; fontes históricas; educação escolar; Fontímetro
Link
DISSERTAÇÃO
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
DANIEL LUIZ SOUSA DE LIMA CULTURA E EDUCAÇÃO: CONTRIBUIÇÃO À VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO AFRO-BRASILEIRO NA CULTURA POTIGUAR. 2018 JULIANA TEIXEIRA SOUZA UFRN
Resumo
: O presente trabalho tem por finalidade produzir material didático que dê visibilidade às manifestações culturais afro-brasileiras no Rio Grande do Norte, estado conhecido por uma tradição historiográfica que durante quase todo século XX se empenhou em negar a presença e o legado cultural dos afrodescendentes no processo de formação da identidade regional. Nesse trabalho, evidenciamos como os conflitos étnico-raciais emergem no cotidiano escolar e em que medida a percepção da diversidade de povos que formam a sociedade norte-rio-grandense favorece o reconhecimento e a valorização das diferenças, como também a formação de identidades plurais. Para contribuir com a educação das relações étnico-raciais, desconstruindo estereótipos e dando visibilidade às expressões culturais da população afrodescendente do estado, nos propomos a elaborar e produzir uma exposição cultural, composta por imagens e depoimentos de mestres, brincantes e praticantes dessas manifestações. A proposta foi dar voz àqueles que foram durante muito tempo excluídos da escrita da História e tiveram suas contribuições à cultura do povo potiguar negadas. Ao restituir esses sujeitos à condição de protagonistas da História, por meio da exposição, esperamos motivar outros profissionais do ensino e, sobretudo os professores de História da Educação Básica no Rio Grande do Norte, a explorar esses outros saberes e práticas que também constituem o patrimônio cultural potiguar.
Palavras-chave
Profhistória; Educação étnico-racial; Ensino de História do RN, Cultura afrobrasileira; Cultura do RN; Ensino de História.
Link
DISSERTAÇÃO