• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 259 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JORGE LUÍS DE MEDEIROS BEZERRA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL: NOVAS PERSPECTIVAS PARA O ENSINO DE HISTÓRIA 2016 MARISETI CRISTINA SOARES LUNCKES UFT
Resumo
Essa dissertação tem por tema a Educação Patrimonial e o Ensino de História. Busca-se apresentar a viabilidade da metodologia da Educação Patrimonial para o ensino de História como uma proposta de prática docente que dinamize o processo de ensino aprendizagem de professores e alunos em sala de aula na escola SESI de Araguaína/TO. Apresenta estratégias de intervenção, a partir das metodologias de Educação Patrimonial e das discussões sobre educação histórica. Através do estudo do patrimônio cultural do Mercado Público Municipal de Araguaína buscamos problematizar novas perspectivas para o ensino de História, propondo um ensino de História que possibilite um ensinar e aprender com sentido.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Educação Patrimonial
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JORGE FERREIRA LIMA O INDÍGENA NO LIVRO DIDÁTICO: POSSIBILIDADES E DESAFIOS NO USO DA LINGUAGEM IMAGÉTICA NO ENSINO DE HISTÓRIA 2016 VERA LÚCIA CAIXETA UFT
Resumo
Este estudo trata da análise das imagens dos povos indígenas presentes no livro didático de História, triênio 2014-2016, do Ensino Fundamental II da Coleção Para Viver Juntos. O objetivo do trabalho é analisar as mensagens propagadas pela linguagem imagética sobre os indígenas brasileiros. Além disso, buscamos perceber como ela é trabalhada por professores e alunos na sala de aula. Selecionamos sete imagens referentes à temática indígena, sendo três do gravurista Théodore de Bry, duas do pintor Jean Baptiste Debret e duas fotografias, cujas legendas não referenciam o nome dos fotógrafos. Para o trabalho com as imagens, foi adotada a metodologia baseada na pesquisa-ação, com a aplicação de questionários semiestruturados e a realização de uma oficina com imagens na turma do 7º ano B, do Colégio Estadual José Luiz Siqueira. Através dos questionários e da oficina buscamos perceber as representações dos alunos sobre os povos indígenas, bem como intensificar os debates sobre as dimensões da implementação da Lei 11.645/2008, que tornou obrigatório o ensino de história e da cultura indígena nas instituições de ensino que oferecem educação básica no país. Para a análise das imagens, contamos com o método iconográfico de Erwin Panofsky além de outras metodologias propostas pelos historiadores contemporâneos. Enfim, o presente estudo apresenta metodologias que podem ajudar a potencializar a utilização da linguagem imagética no cotidiano escolar, contribuindo tanto para o questionamento das “verdades” e estereótipos relacionados à História indígena, quanto para a ampliação da “consciência histórica” dos alunos.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, livro didático, análise de imagens, Lei 11645/2008, povos indígenas
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
JOSÉ HUMBERTO GOMES BARBOSA A GUERRILHA DO ARAGUAIA: MEMÓRIA, ESQUECIMENTO E ENSINO DE HISTÓRIA NA REGIÃO DO CONFLITO 2016 EUCLIDES ANTUNES DE MEDEIROS UFT
Resumo
A Guerrilha do Araguaia é considerada uma das páginas mais sombrias e difusas da ditadura civil-militar (1964-1985). O movimento ocorreu no sul dos Estados do Pará e do Maranhão e no norte de Goiás (atual Estado do Tocantins). O conflito armado, que se desenvolveu dos anos de 1972 a 1974, constitui-se em um tema ainda pouco pesquisado. Embora bastante comentado, a maioria dos trabalhos que o focalizam foi feita por jornalistas. Nossa pesquisa se propõe a perceber como, depois de mais de quatro décadas, as memórias desse episódio estão sendo trabalhadas em sala de aula no perímetro do conflito e se esse tema tem sido abordado nos livros didáticos de história adotados pelas escolas pesquisadas. Dessa forma, problematizamos as diversas memórias históricas ou sociais já consolidadas, em que pese a escassa bibliografia pertinente. Nesse sentido, discutimos as narrativas de professores das redes estadual e municipal de ensino, além de apresentarmos um capítulo propositivo.
Palavras-chave
ProfHistoria, Ensino de História, Guerrilha do Araguaia, ditadura civil-militar
Link
dissertação