• facebook

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 220 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MARIANA MENDES LINS LINHAS DO TEMPO: TRABALHANDO TEMPO E TEMPORALIDADES COM ALUNOS DO 6º ANO 2016 ANA MARIA FERREIRA DA COSTA MONTEIRO UFRJ
Resumo
Reconhecendo a importância do estudo de tempo e temporalidades como estruturante do conhecimento histórico, esta dissertação tem como objetivo propor oficinas para desenvolver estas noções entre alunos no 6° ano do ensino fundamental. Partindo desta ideia, as oficinas foram construídas a partir do filme “De Volta para o Futuro II” propondo uma confecção de linhas do tempo com os alunos, utilizando o cinema como fonte em sequência didática. Em diálogo com autores da Teoria da História (Paul Ricouer, François Hartog e Reinhart Koselleck) juntamente com o pensamento de pesquisadoras do ensino de história e currículo (Ana Maria Monteiro e Carmem Teresa Gabriel) e ainda Elizabeth Macedo, do campo de currículo, as oficinas foram propostas oferecendo estratégias para desenvolver com alunos deste ano de escolaridade noções de sucessão, duração, simultaneidade, deslocamentos e ritmos fundamentais para pensar a história como disciplina capaz de articular passado, presente e futuro.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; Tempo e temporalidades; História-currículo; Sexto ano
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
QUINCAS RODRIGUES DE SOUZA O USO DE FONTES COMO ESTRATÉGIA DIDÁTICA PARA APRENDIZAGEM HISTÓRICA NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2016 CARMEN TERESA GABRIEL LE RAVALLEC UFRJ
Resumo
Partindo de um questionamento do modelo atual de ensino e especificamente do ensino de História, o presente estudo pretende sistematizar e analisar uma experiência de ensino que busca romper com algumas amarras dos currículos tidos como tradicionais, numa escola privada na zona sul do Rio de Janeiro. Procuro discutir a proposta escolar de um currículo integrado por procedimentos, que em nosso entender pode ajudar nos desafios colocados para e pelo ensino de História. Analiso essa construção curricular mobilizando as discussões curriculares atuais, refletindo sobre os conceitos de interdisciplinaridade. Procuro apresentar também o debate historiográfico sobre a importância do uso de fontes na produção do conhecimento histórico e suas implicações para pensar um currículo de história por procedimentos da educação básica na pauta da interdisciplinaridade. Para entender o funcionamento da proposta, analiso sequências didáticas inscritas nessa proposta de organização curricular, experimentadas e vivenciadas com um grupo de alunos/as.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História, Currículo; Fontes; Interdisciplinaridade
Link
dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
RAQUEL BRAYNER DA SILVA O ENSINO DE HISTÓRIA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: AS POLÍTICAS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO E A PERSPECTIVA DO MULTICULTURALISMO 2016 ALESSANDRA CARVALHO UFRJ
Resumo
Esta dissertação analisou a importância do ensino de História nos anos iniciais, do ensino fundamental, tendo como foco as políticas públicas educacionais da prefeitura do Rio de Janeiro elaboradas pela Secretaria Municipal de Educação. O ensino da disciplina História continua, institucionalmente, fazendo parte da grade curricular dos anos iniciais e das orientações curriculares nacionais e municipais. No entanto, a análise empreendida neste trabalho mostra que as políticas da Secretaria Municipal de Educação, implementadas nos últimos 20 anos, têm promovido um progressivo afastamento da disciplina História das salas de aula e do currículo em ação dos professores generalistas, por conta de um ensino voltado para disciplinas que participam de avaliações externas como Língua Portuguesa, Ciências e Matemática. Por isso, as potencialidades do ensino de História nos anos iniciais se encontram fortemente limitadas. Na tentativa de buscar espaços para essas potencialidades, foram examinados materiais didáticos, da própria SME, que possam ajudar o professor generalista a trabalhar de maneira prática com seus alunos a disciplina História, ampliando sua visão de mundo. O material analisado foi a Plataforma Digital Educopédia numa perspectiva multicultural, sobretudo aulas dos 4° e 5° anos relacionadas a identidade, diversidade, diferença e cultura. Algumas propostas foram elaboradas em apoio as aulas da Educopédia, já que o material, em sua aplicabilidade, demonstrou certa dificuldade de seguir os conceitos divulgados e de desenvolver no aluno as noções de sujeito da história e pluralidades.
Palavras-chave
ProfHistória; Ensino de História; Anos iniciais; Políticas públicas; Multiculturalismo; Educopédia
Link
dissertação