• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SOELY MARIA DE MEIRA PATRIMÔNIO E ESCOLA: O CENTRO HISTÓRICO DE CUIABÁ E AS PRÁTICAS EDUCATIVAS NO ENSINO DE HISTÓRIA 2018 NILEIDE SOUZA DOURADO UFMT
Resumo
Esta dissertação trata sobre “Patrimônio e Escola: O Centro Histórico de Cuiabá e Práticas Educativas no Ensino de História” e tem como investigação a produção e a aprendizagem da história fora do espaço escolar, considerando lugares distintos como os museus, o teatro, os centros históricos e os espaços urbanos em geral. Tal estudo tem como objetivo mediar à relação dos alunos da Educação Básica com o Centro Histórico de Cuiabá, através de práticas educativas formais no ensino de história, produzindo diálogo entre o patrimônio histórico e a escola, contemplando espaços de memória da cidade no currículo. Os Espaços de Memória contemplados na pesquisa são as igrejas do Centro Histórico de Cuiabá, tombadas e protegidas como patrimônio histórico e cultural da cidade, localizadas no perímetro do Conjunto Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico da Cidade de Cuiabá-MT, constantes no Processo de Tombamento nº 1.180-T-85, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) são elas a Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, e a Igreja Senhor dos Passos. Além da área do Centro Histórico sob a proteção federal, a legislação definiu a área de seu entorno, que se encontra dividida em 10 setores como: Boa Morte, Barão de Melgaço, República, 13 de Junho, Ipiranga, Prainha, Bispo Dom José, Morro da Luz, Rosário e Mandioca. As igrejas, objetos da pesquisa, localizadas nas áreas do entorno são: no Setor Boa Morte, a Paróquia Nossa Senhora da Boa Morte; no Setor República, a Catedral Metropolitana Basílica Bom Jesus de Cuiabá; no Setor 13 de Junho, a Igreja Presbiteriana de Cuiabá; e, fora das áreas de entorno, o Santuário Eucarístico Nossa Senhora do Bom Despacho. O estudo é resultante da pesquisa documental e bibliográfica acerca da construção das igrejas históricas, entrelaçadas ao processo constitutivo do espaço urbano de Cuiabá desde a sua fundação em 08 de abril de 1719, até o surgimento da consciência preservacionista de seu centro histórico, concretizada na homologação do tombamento em 04 de novembro de 1992. Esta área abriga cerca de 400 edificações que preservam um conjunto arquitetônico remanescente dos séculos XVIII, XIX e XX, e mantém íntegro o traçado urbano colonial em Cuiabá. O objeto de aprendizagem, elaborado a partir desta pesquisa, é um aplicativo para tabletes e smartphones. Após a publicação no Google Play, pode ser encaminhado para usuários que utilizem o sistema operacional “Android”, para download diretamente na loja com o título “Centro Histórico de Cuiabá”, de forma gratuita. Existe ainda a possibilidade de acesso através da publicação gratuita para o desenvolvedor, para isso os usuários digitam o endereço “https://app.vc/centro_historico_de-cuiaba” direto no navegador do celular, tal opção fica disponível para usuários do sistema “Android” e do sistema “IOS”.
Palavras-chave
ENSINO DE HISTÓRIA PATRIMÔNIO CENTRO HISTÓRICO PRÁTICAS EDUCATIVAS
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
FELIPE HONÓRIO CORREIA RIBEIRO RETÁBULOS DA ANTIGA MATRIZ DO SENHOR BOM JESUS DE CUIABÁ: PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL 2018 RENILSON ROSA RIBEIRO UFMT
Resumo
A partir da análise do processo de tombamento n. 553-T-57-A. (01450.013234/2008-47) IPHAN/DET/MT, referente ao conjunto de quatro retábulos da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, esta dissertação tem o objetivo de servir como estudo teórico e metodológico para a elaboração de um Guia Didático de Ação Educativa para visita ao Museu de Arte Sacra de Mato Grosso pelas escolas orientado a partir da perspectiva de Educação Patrimonial. Portanto, buscou-se efetivar a elaboração de um material que possibilitasse estabelecer um equilíbrio entre a leitura e análise de documento enquanto fontes primárias de investigação histórica; e, ao mesmo tempo proporcionasse o enriquecimento da experiência com espaços de memória; como em específico nesse caso, museus
Palavras-chave
ENSINO DE HISTÓRIA PRODUÇÃO E DIFUSÃO DE NARRATIVAS HISTÓRICAS PATRIMÔNIO RETÁBULOS MUSEUS GUIA DIDÁTICO
Link
Dissertaçao
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
ALLAN ALVES DE SANTANA. PAN-AFRICANISMO, DESCOLONIZAÇÃO DAS NAÇÕES AFRICANAS E O ENSINO DE HISTÓRIA. 2018 PATRÍCIA TEIXEIRA SANTOS UNIFESP
Resumo
Esta pesquisa versa sobre possibilidades de inserção dos temas do pan-africanismo e dos processos de descolonização das nações africanas no ensino de História. Ela se configura a partir de um programa de mestrado profissional, que tem sua natureza definida pelo estudo minucioso dessa área: o “ProfHistória”. Todo o intento da pesquisa parte de uma inquietação compartilhada pelo professor-pesquisador que escreve este trabalho, junto à seus alunos, em relação aos temas do racismo e da história das tradições de luta do movimento negro na África e na diáspora. A pesquisa avançou em direção ao exame da construção de um currículo escolar em História, que reconhece e valoriza a História da África Contemporânea. Nosso labor, portanto, se desdobra com vistas a proporcionar uma rigorosa análise sobre a inserção dos temas citados a partir de materiais produzidos para o atendimento de professores e estudantes de História na educação básica, em específico, a Síntese da coleção História geral da África. Deste modo, iremos colocar as fontes escolhidas diante das diferentes tradições de pensamento sobre o pan-africanismo e a descolonização das nações africanas, para que assim, possamos verificar as possibilidades de mobilização dos temas em questão, no ensino de História
Palavras-chave
Ensino de História da África Pan-africanismo Descolonização da África Antirracismo Educação para as relações étnico-raciais ProfHistória Ensino de História
Link
Dissertação