• Quem é Quem - Profhistória
  • Facebook
  • Youtube

Lista das dissertações dos alunos do ProfHistória



Limpar

Foram encontrados 408 registros

Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
MARCIANE DE SOUZA ENSINO DE HISTÓRIA, MEMÓRIA E PATRIMÔNIO: AS (RE) SIGNIFICAÇÕES E PERCEPÇÕES DOS ESTUDANTES ACERCA DOS TERRITÓRIOS URBANOS 2018 JOÃO PAULO RODRIGUES UFMT
Resumo
O objetivo desta pesquisa de Mestrado Profissional foi dialogar com o ensino de história para além da sala de aula, se apropriando dos territórios urbanos como fontes históricas e pensando os estudantes como agentes históricos, atuantes na (des) construção da memória local, conectando suas histórias de vida com os processos históricos relacionados ao seu lugar, as continuidades e rupturas e suas (re) significações. A pesquisa abordou a história do ensino de história com maior enfoque no Brasil, as várias formas de apropriação e uso da história como disciplina escolar e seus muitos usos pelo poder, além do diálogo entre o ensino de história e a educação patrimonial. O Patrimônio e a Memória foram tratados abarcando como simbologia do Poder e como os territórios urbanos foram e são locais desses embates, e dentro desta pesquisa a cidade de Cuiabá-MT se torna o palco para as atuações dos estudantes como protagonistas em seu processo de aprendizagem e apropriação da história e da memória local, no levantar dos questionamentos e na (Re) significações possíveis. O resultado do trabalho foi conduzido para produção audiovisual dos estudantes.
Palavras-chave
ProfHistoria ENSINO DE HISTÓRIA ENSINO E APRENDIZAGEM EM ESPAÇOS NÃO-FORMAIS TERRITÓRIOS URBANOS PAISAGEM CULTURAL MEMÓRIA E IDENTIDADE
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SANDRA MARA VAN RYN A QUESTÃO INDÍGENA NO ENSINO DE HISTÓRIA ATRAVÉS DA PRODUÇÃO DO JORNAL 2018 THAIS LEÃO VIEIRA UFMT
Resumo
Nesta pesquisa realizou-se algumas análises sobre a forma como vem sendo trabalhada a questão indígena na educação e nos materiais didáticos. Buscou-se observar os impactos causados pela Lei Nº. 11.645/2008 que torna obrigatório o ensino da temática indígena na educação básica de todo o país, realizando ainda alguns apontamentos sobre a trajetória da colonização em Mato Grosso, que resultou em prejuízos de diferentes formas aos povos indígenas. A pesquisa desenvolveu-se por meio da investigação qualitativa, buscando-se compreender por meio dos principais referenciais teóricos quais os impactos do processo de ocupação/colonização em Mato Grosso sobre as sociedades indígenas deste estado. Deste modo, o trabalho buscou analisar as concepções dos estudantes sobre um tema de relevância social – as representações socioculturais indígenas – investigando como se desenvolveu o processo de apropriação das informações para reformulá-las. Essa investigação foi feita por meio de um questionário elaborado e aplicado em sala de aula, que serviu de base para a aplicação de uma proposta de intervenção, consistindo na confecção de um jornal pelos alunos através de pesquisa orientada nas aulas de história. O objetivo é contribuir – por meio de uma aproximação com a leitura das produções acadêmicas sobre a temática – com a ampliação da perspectiva dos alunos acerca da realidade social indígena. Sendo a escola um espaço privilegiado para muitos estudantes entrarem em contato com a diversidade cultural, a referida lei reforça o papel fundamental da educação e do ensino de história em promover transformações na perspectiva desses sujeitos acerca dos povos indígenas. Contudo, observa-se que, mesmo decorridos dez anos da aprovação da Lei N°. 11.645/2008, ainda persistem equívocos e preconceitos latentes nos manuais didáticos e a permanência de uma visão eurocêntrica no trato dessa temática, o que tem contribuído para a permanência de uma concepção estereotipada sobre os povos indígenas.
Palavras-chave
ProfHistoria ENSINO DE HISTÓRIA RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS COLONIZAÇÃO DE MATO GROSSO POVOS INDÍGENAS PRODUÇÃO DE JORNAL
Link
Dissertação
Autor Título da Dissertação Ano Orientador Instituição
SILVIA JACINTA RITTER PIMENTA PERCEPÇÕES SOBRE A QUESTÃO AGRÁRIA ENTRE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO 2018 THAIS LEÃO VIEIRA UFMT
Resumo
Nesta pesquisa realizou-se algumas análises sobre a forma como vem sendo trabalhada a questão indígena na educação e nos materiais didáticos. Buscou-se observar os impactos causados pela Lei Nº. 11.645/2008 que torna obrigatório o ensino da temática indígena na educação básica de todo o país, realizando ainda alguns apontamentos sobre a trajetória da colonização em Mato Grosso, que resultou em prejuízos de diferentes formas aos povos indígenas. A pesquisa desenvolveu-se por meio da investigação qualitativa, buscando-se compreender por meio dos principais referenciais teóricos quais os impactos do processo de ocupação/colonização em Mato Grosso sobre as sociedades indígenas deste estado. Deste modo, o trabalho buscou analisar as concepções dos estudantes sobre um tema de relevância social – as representações socioculturais indígenas – investigando como se desenvolveu o processo de apropriação das informações para reformulá-las. Essa investigação foi feita por meio de um questionário elaborado e aplicado em sala de aula, que serviu de base para a aplicação de uma proposta de intervenção, consistindo na confecção de um jornal pelos alunos através de pesquisa orientada nas aulas de história. O objetivo é contribuir – por meio de uma aproximação com a leitura das produções acadêmicas sobre a temática – com a ampliação da perspectiva dos alunos acerca da realidade social indígena. Sendo a escola um espaço privilegiado para muitos estudantes entrarem em contato com a diversidade cultural, a referida lei reforça o papel fundamental da educação e do ensino de história em promover transformações na perspectiva desses sujeitos acerca dos povos indígenas. Contudo, observa-se que, mesmo decorridos dez anos da aprovação da Lei N°. 11.645/2008, ainda persistem equívocos e preconceitos latentes nos manuais didáticos e a permanência de uma visão eurocêntrica no trato dessa temática, o que tem contribuído para a permanência de uma concepção estereotipada sobre os povos indígenas.
Palavras-chave
ProfHistoria ENSINO DE HISTÓRIA APRENDIZAGEM HISTÓRICA SABERES E PRÁTICAS NO ESPAÇO ESCOLAR LIVRO DIDÁTICO EDUCAÇÃO HISTÓRICA
Link
Dissertação